MENU

publicado em: 18/12/2015

Uma semana movimentada para o WhatsApp no Brasil. No mesmo dia em que foi constatado o amor do brasileiro pelo app de troca de mensagens, uma decisão judicial determinou o bloqueio do serviço por 48h, o que causou muita movimentação na internet. Entender os dois fatos pode ser impactante a forma como você se relaciona com os seus clientes.

O MAIS AMADO

Uma pesquisa realizada no mês de dezembro mostrou que o WhatsApp é o aplicativo mais utilizado pelos brasileiros. Ele está presente em 93% dos smartphones do país, com muito mais capilaridade do que Facebook, Youtube e Instagram.

Se pensarmos que o país hoje conta com 154 milhões de celulares ativos e conectados a internet, temos um número grande de pessoas que fazem uso da plataforma, tanto para fins pessoais como profissionais. O público já notou como é mais econômico, ágil e fácil de se comunicar através do app.

Esses números mostram o porque o bloqueio do app foi tão comentado no país no dia de ontem.

O EMBARGO 

No mesmo dia que a pesquisa foi divulgada, entraria em vigor o embargo de 48h ao serviço, que acabou não se cumprindo, mas já foi suficiente para sentir os impactos disso na população.

Um ponto interessante desse fato, é que independente do método, o ser humano quer se comunicar. Isso é comprovado através do pico de downloads do Telegram que teve um aumento de 2 milhões de usuários no período do bloqueio, e de outras soluções alternativas, como o ICQ e o VPN, que mascarava o local de origem do uso do WhatsApp, permitindo assim que os usuários fizessem uso do serviço normalmente.

Com uma base de usuários tão extensa e que utilizam a ferramenta de forma tão ativa, não seria o momento da sua empresa analisar essa canal de comunicação com mais atenção?

Quântica Comunicação

Comunicação com DNA Digital.

DEIXE SEU COMENTÁRIO